glamping in portugal breakfast

O que é o Glamping?

A palavra Glamping surge da junção dos termos glamour e camping. Ou seja, é um conceito que se aproxima do campismo, na medida em que há grande proximidade à natureza, mas que não dispensa as comodidades a que estamos habituados numa unidade hoteleira. Enquadra-se no denominado Turismo de Natureza, mas assenta em premissas de conforto, qualidade de serviço e alguma sofisticação.

Paralelamente, as unidades de Glamping distinguem-se também pela inovação dos alojamentos. Este glamour de diferenciação, regra geral, concretiza-se em alojamentos intimistas que sugerem privacidade e relaxamento. No fundo, o Glamping tem por objectivo proporcionar experiências sensoriais junto da Natureza, apelando a ideias como liberdade, sustentabilidade e autenticidade.

O termo tem merecido um interesse crescente nas procuras, como se comprova pelo gráfico Google Trends abaixo. Verificamos que a procura por Glamping no Google é praticamente inexistente até 2010, mas que tem vindo, nos últimos anos, a sofrer aumentos significativos:


Podemos também constatar que o interesse está bastante disseminaoa ao longo do globo. As zonas mais fortes são Reino Unido – com ênfase na Irlanda – e Oceania.


Slowlife Glamping – Novo conceito de Turismo Ecológico

Slowlife Glamping Cabo Espichel é um conceito turístico inovador que promove a harmonia com a Natureza e um estilo de vida ecológico, sem sacrificar o conforto. Localizado numa extensa área de pinhal natural, entre Sesimbra e o Meco, junto ao Cabo Espichel, este é um projecto diferente, que presta homenagem ao imponente promontório que observa, imperturbável, o Oceano Atlântico.

Com o mote “Life is short – Live it slowly”, e integrado num terreno de 3,5 hectares, o Slowlife Glamping propõe conceitos de alojamento originais e uma ambiência que procura paz, tranquilidade e privacidade. Desde as originais hobbit houses, estrategicamente situadas sob guarda dos pinheiros e suas sombras, às “caravanas de autor” ou aos mais robustos mas, ainda assim, rústicos alojamentos familiares, ali encontramos a capacidade de desligar das tecnologias e conectar natureza e humanidade.

O projecto é baseado numa filosofia ecológica, não apenas pela implícita convivência com o Meio Ambiente, mas também através da implementação de boas práticas como reciclagem, compostagem e recurso a hortas biológicas. Tudo foi concebido para minimizar o impacto ambiental e para contribuir activamente para a sobrevivência dos ecossistemas locais.

A zona circundante é rica em biodiversidade no seu estado mais puro, destacando-se a costa escarpada junto ao Oceano Atlântico, com imponentes falésias apoiadas por pequenas e exclusivas praias por explorar.

Situado na extremidade sudoeste da península de Setúbal, o Slowlife Glamping beneficia ainda da proximidade à vila piscatória de Sesimbra, conhecida pelas suas iguarias gastronómicas, e ao Parque Natural da Arrábida, uma das mais importantes reservas protegidas do país. Lisboa fica apenas a 45 km de distância, outro factor relevante para quem não queira abandonar por completo um cenário mais urbano e cosmopolita.